let me take you on the ride of your life
Me:
Carol Matos, 15 verões, adora seus amigos, chocolate, carnaval e silêncio, é extremamente ciumenta mas sabe quando deve parar, não diz 'eu te amo' pra qualquer um, e ser contraditória é seu maior defeito ou qualidade.


Like a lot:

Write for:




Box:





Amar. sábado, 25 de julho de 2009 10:40


Sempre estou me questionando sobre as pessoas que eu amo, é incrível como, quanto mais o tempo passa menor fica a lista das pessoas que eu tenho plena CERTEZA de que amo. se isso pra mim é ruim? nem um pouco. a vida é assim o tempo passa as pessoas te decepcionam e você cresce ( ops, alguns crescem, outros permanecem na ignorância). É incrivel como os erros sempre são os mesmos por mais que você mude, a idéia 'central' é sempre a mesma e como passar por esse problema não há receita mas há experiências, bastando apenas usá-las. enfim, esse não é o assunto..
Estava eu, parada esperando o transporte e em minha frente uma senhora quase era atropelada do nada me veio um pensamento ' se eu morresse hoje quem realmente sentiria minha falta?' cara foi incrivel como eu percebi o que era amar naquele momento, não queria imaginar a dor da minha familia ao saber que eu tinha morrido, nao pensava em mim, por ter morrido mas sim naqueles que eu AMO e que iriam sofrer pela minha partida, foi tão angustiante imaginar aquelas pessoas chorando por minha causa :~. Por isso que sempre eu evito dizer 'eu te amo', e sim eu sou muito carinhosa mas ' eu te amo' é uma palavra muito forte e para mim só deve ser usada quando há realmente amor.

"Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?
( Fernando Pessoa)

Beijos, Carol.